19/10/2014

Lanches escolares { 20 sugestões variadas e deliciosas}

créditos de imagem: vignettedesign

Não é fácil esta tarefa de variar e conseguir agradar aos mais pequenos mas com alguma imaginação, é possível rechear as lancheiras com coisas saudáveis e saborosas. 
Pode acontecer que o seu filho traga reclamações para casa porque apesar das inúmeras recomendações sobre a obesidade infantil e alimentação saudável, ainda vemos miúdos a levar coisas muito pouco recomendáveis para a escola. E pior, são estes miúdos, que se for preciso, gozam com aqueles que levam um tomate na lancheira. 
Opte por incluir fruta fresca, hortículas, pão fresco variado e iogurtes. De vez em quando, prepare um bolo, bolachas ou queques caseiros para animar a ementa.
Aqui ficam muitas sugestões de lanches saudáveis, variados e deliciosos... E melhor, aprovados por eles!

1. Pão de centeio com ovo cozido + 1 pacote de leite natural + 1 maçã (cortada aos quartos e embrulhada em papel celofane para não oxidar)

2. 1 iogurte + 2 bolachas de lima-limão+ 1 pêra Rocha

3. batido de morango (bata 5 morangos com 200 ml de leite e algumas pedras de gelo, coloque numa garrafa ou copo) + 2 fatias de pão integral com manteiga (corte as fatias de pão com um cortador de bolachas em formatos engraçados)

4. 1 pão de trigo com fiambre de peru + 1 gelatina + 1 banana

5. 1 pão de baguete integral com pasta de atum e alface (para a pasta: triture uma fatia de fiambre, meio ovo cozido e uma colher de chá de iogurte grego) + 1 tomate maduro

6. 2 bolachas de aveia e chocolate + 1 iogurte líquido + 1 maçã (cortada aos quartos e embrulhada em papel celofane para não oxidar)

7. 1 pacote de leite + 1 tacinha de cereais integrais, muesli ou granola + uvas

8. 1 cachorro (1 pão de sementes, 1 fatia de fiambre de peru enrolada em formato de salsicha, 1 folha de alface, 2 fatias de tomate) + 1 sumo de cenoura (2 cenouras + 1/2 laranja) ou este

9. 2 fatias de pão de leite integral com fiambre + 1 laranja cortada aos quartos 

10. 1 fatia de bolo de claras + 1 banana + 1 chá de ervas (prepare de véspera um chá de ervas e limão. Coloque num copo ou garrafa)

11. 1 salada de fruta (corte aos cubos maçã, pera, laranja, morango e mamão. Coloque numa caixinha.) + 1 iogurte grego ligeiro + 2 bolachas horripilantes

12. 1 pão de aveia com queijo flamengo + 1 pacote de leite + 1 pacote de Fruut

13. 1 pão de centeio + 1 queijinho flamengo + 1 kiwi fatiado

14. 1 sandes de ovo mexido com alface + 1 copo de sumo de laranja natural (2 laranjas espremidas + um pouco de água. Colocar numa garrafa ou copo hermético)

15. 1 barrita de cereais + 1 iogurte líquido + 1 pera Rocha

16. 1 queque de espelta + 1 iogurte sólido 

17. 1 ovo cozido + 1 tomate + 2 tostas integrais

18. 1 muffin de cenoura + 1 pacote de leite

19. 2 manhãzitos + 1 banana + 1 iogurte líquido

20. 2 bolachas Maria + 1 iogurte + 1 laranja fatiada

Boa semana!

17/10/2014

Quer dar um empurrão ao seu negócio? Leia este post!

Basta navegar pelas diversas redes sociais para nos apercebermos da quantidade e diversidade de  negócios que por aqui se encontram. Grandes ou pequenos negócios, como um hobbie ou a tempo inteiro, tudo se encontra no facebook, blogues, instagram e afins. 
Falando por mim, que tenho tão pouco tempo para andar às compras, a internet acaba por ser a minha tábua de salvação e é por este meio que compro muita coisa. Que compro e vendo, pois de vez em quando lá chega uma encomenda do Bolo de Chocolate com curd de frutos vermelhos.
Mas como eu, acredito que muitas de vocês (sim, digo muitas porque a maioria dos leitores deste blogue são meninas!), têm muito talento e muita vontade mas muitas  dúvidas em relação a estas coisas do Marketing Digital. A primeira vez que ouvi falar nisto achei que era mais um daqueles termos que nunca iria saber o que significa. Eu é mais tachos e panelas e ainda por cima nem tenho formação nesta área. Sou completamente leiga e tudo o que faço é por intuição ou tentativa erro. 
Para mim, e para vocês que se reveêm nestas palavras, isto é bem capaz de interessar. O Clicksummit é um evento online e gratuito que vai ensinar mais sobre marketing digital. De 20 a 26 de Novembro,  o Clicksummit irá reunir vários nomes importantes do Marketing Digital para palestras online, com o objetivo de ajudar a aumentar a rentabilidade das empresas online.

O evento decorrerá durante 7 dias, em que as palestras serão transmitidas de manhã, à tarde e à noite, através da plataforma online do Clicksummit, dirigindo-se, sobretudo, para uma audiência de países de língua portuguesa, com maior foco em Portugal, Brasil, Angola e Moçambique.
Envolvendo temas associados ao Marketing num ambiente online, as diversas palestras irão abordar novas tendências e metodologias focadas nas 3 forças principais do Marketing Digital: Tráfego, Engagement e as Vendas.

Mais informações e registo no evento em http://www.clicksummit.org.

16/10/2014

Nove pães para celebrar o Dia Mundial do Pão

Hoje assinala-se o Dia Mundial do Pão. 
Adoro pão de todos os sabores e feitios! Adoro acordar de manhã com o cheirinho do pão acabado de fazer e adoro pôr a mão na massa sempre que tenho um bocadinho para isso.
Espreite as minhas sugestões e diga lá qual é a sua preferida!

1. Pão integral feito em casa
2. Twist Roll de maçã e canela
3. Pão de Soda
4. Pão de trigo
5. Pão de centeio com café, quinoa e amendoas
6. Pão centeio com chouriça
7. Pão integral com mel, passas e sementes
8. Pão de aveia e sementes
9. Bolinhas saloias






 


15/10/2014

Este não é apenas mais um Bolo de Claras...


... é simplesmente o melhor bolo de claras que alguma vez comi! E acreditem ou não, não estou a ser exagerada. Depois de o provar, mesmo sem luz para fotografar, sem tempo para food styling, com um pé a caminho do hospital para ir ver a Avó, este foi o registo possível... Garanto-vos que vale a pena apontarem a receita para a próxima vez que ficarem com claras para guardar.
Há uns tempos, uma senhora ofereceu-nos um bolo no hospital que estava simplesmente delicioso. Ups... acabei de assumir que recebi uma oferta no hospital... [I'm in trouble!]
Uma das minhas colegas comentou que lhe fazia lembrar uma receita que tinha no telemóvel. Espreitei mas não fixei, claro, e no domingo, ao dar de caras com um tupperware com quatro claras, lembrei-me que seria a receita ideal. Pois, o problema é que faltava a receita maravilha... Mas lembrei-me que a receita vinha num pacote de açúcar RAR. Pesquisei e encontrei aqui. Adaptei a receita às quatro claras que tinha e substitui o açúcar branco por amarelo. 
Aprovadíssima! Só me faz lembrar os bolos de laranja da Dan Cake, com a vantagem de ser um pouco mais saudável!

Ingredientes:
4 claras
80 g de manteiga sem sal
220 g de açúcar amarelo
270 g de farinha com fermento
150 ml de leite (usei de cabra)
1 c. sopa de óleo (usei de côco)
raspa de 1 laranja grande
1 pitada de sal
1/2 c. chá de fermento

Ligue o forno a 180ºC.
Bata a manteiga com o açúcar até este se desfazer e ficar com um creme macio.
Adicione a farinha, alternando com o leite.
Junte a raspa da laranja e o óleo. 
Bata as claras em castelo com a pitada de sal e adicione cuidadosamente e sem bater, à restante massa.
Leve ao forno, numa forma com buraco untada com manteiga e polvilhada com farinha, durante 40 minutos. 
Faça o teste do palito para confirmar que o bolo está cozido. 
Deixe arrefecer um pouco antes de desenformar.

14/10/2014

Sopa de chuchu e feijão verde {e a felicidade numa tigela}

Post soundtrack ♪ 

É inevitável que as memórias gustativas e visuais da nossa infância nos levem para um lugar onde só há felicidade. Talvez pela inocência desses dias, em que a mente ainda em estado puro, não estava turvada pela maldade de certas realidades. Agora que crescemos, sabe bem regressar a essas memórias. Eu por exemplo, tenho a cozinha cheia de objetos a que muitos chamariam tralhas. Objetos com história, que fizeram parte de mim e da minha infância e que me habituei a ter sempre ali. Trazia-os na memória, uns dias mais que outros, mas como tudo, o que os olhos não vêm o coração não sente. Por isso, acabei por trazer comigo muitos deles que repousam agora na minha cozinha, onde os posso olhar mais vezes e sorrir. 
Esta sopa trás dessas lembrança boas de uma tia que eu tenho em Mafra, onde ía passar férias quando era pequena. Na casa dela havia um muro enorme [na altura parecia-me tão grande que eu achava que tocava no céu], mas de muro via-se muito pouco pois estava sempre coberto por uma trepadeira de onde saiam umas peras esquisitas. A curiosidade passou assim que fui mexer nas peras a primeira vez. Aquelas peras picavam. E muito. Nunca mais lhes mexi e andei a comer peras com muita desconfiança, durante muito tempo. As peras que eu falava, não eram peras, está-se mesmo a ver, eram chuchus. Chuchus que são primos da abóbora, pepino e até do melão. 
Agora dá-me vontade de rir, cada vez que a minha mãe me põe chuchus no cabaz de legumes. Ainda por cima, os dela são branquinhos e cheios de picos como os de Mafra. Felizmente que a minha tia Teresa tem a outra variedade, verde e de pele lisa, sem picos para se espetarem nas mãos. Uma das últimas vezes que trouxe destes, vinha um já a rebentar. Retirei cuidadosamente a polpa, sem tocar no caroço, e enterrei-o num vaso na varanda. Pegou e já tem duas folhas! Cá para mim, vou ter uma trepadeira a produzir chuchus daqui a uns tempos!

Para quem não sabe ou não tem por hábito juntar o chuchu às sopas, saibam que este legume é pobre em energia e rico em água e fibra. Contribui para o bom funcionamento intestinal, para a regulação dos níveis de colestrol e melhora a função cardiovascular. É rico em potássio, contribuindo para a regulação da tensão arterial, equilibrio dos fluidos no corpo e tem um papel importante na contração muscular, evitando as tãos aborrecidas caimbras.
Quando se descasca, deve-se fazê-lo debaixo de água porque liberta uma substância viscosa difícil de retirar das mãos. 
Ingredientes:
2 chuchus
100 g de abóbora
1 cebola média
1 dente de alho
1/2 batata
1 cenoura
1 curgete pequena
1 mão cheia de feijão verde
1 colher de sopa de massa de pevide colorida
1 fio de azeite
sal marinho

Descasque todos os legumes, exceto o feijão verde, e corte-os aos cubos do mesmo tamanho.
Deite os legumes numa panela e cubra-os com água. Tempere com um pouco de sal. Deixe cozer os legumes durante 25 minutos. 
Retire do lume e triture com a varinha mágica. Verifique o tempero.
Leve novamente ao lume e quando levantar fervura, junte o feijão verde cortado e as massinhas. 
Mexa para que as massas não agarrem no fundo e deixe cozer, com a panela destapada, durante 12 minutos. 
Sirva com um fio de azeite por cima.

 


13/10/2014

Lombinho de porco com maçã e cogumelos {Hoje para jantar IV}

Levantar cedo e roubar um bocadinho do tempo só para mim. Adoro estes minutos em que planeio mentalmente o meu dia, seja enquanto estou debaixo da água do duche ou termino de preparar o pequeno-almoço dos guerreiros. Rendi-me às evidências e prefiro levantar-me antes do primeiro galo da vizinhança do que andar numa corrida e sem margem de manobra para as eventualidades que há sempre pela manhã. Já diz a famosa Lei de Murphy, se alguma coisa pode correr mal, correrá mal.
Se o dia começa tranquilamente, a probabilidade de terminar sem dores de cabeça é subtancialmente maior e assim consigo que o pouco tempo que temos juntos pela manhã seja de qualidade. Tenho tempo para prolongar o abraço de mimo do mais pequeno sem fazer uma coisa que me partia o coração... Dizer-lhe:
- "Vá, despacha-te que agora não temos tempo...". Como é possível dizer isto? Fazer isto?
Pois... mas era o que me acontecia, confesso, quando fazia tudo a correr pela manhã... Chega! Agora é aproveitar todos os beijinhos e abraços, independentemente de ter que entrar no trabalho às 8h, às 10h ou apenas à tarde... Viver um dia de cada vez como se fosse o último e despedir-me deles com tempo e a pensar apenas nesse momento.

Para o jantar, mais uma vez a escolha vai para um prato rápido e fácil, para não estar muito tempo na cozinha. Lembrei-me de uma receita do Henrique Sá Pessoa, que vi há uns tempos e que combina com este tempo. Para ser perfeita, era com cogumelos colhidos por mim mas este ano ainda não pratiquei este "desporto". Não tendo, usei cogumelos Paris.
Ingredientes:
1 lombinho de porco
1 maçã Golden
cogumelos Paris
1 dente de alho
sal, pimenta
azeite e manteiga
1/2 copo de vinho do Porto

Corte o lombinho em medalhões com aproximadamente um dedo de espessura. Tempere com sal e pimenta. Corte a maçã em gomos e descasque-a.
Coloque um fio de azeite numa frigideira. Com a lâmina da faca, dê uma pancada seca no dente de alho, e junte-o, com a casca, ao azeite.
Deixe fritar durante 2 minutos, para que o azeite ganhe sabor e coloque os medalhões. Deixe-os cozinhar durante 1 ou 2 minutos e vire para cozinhar do outro lado. Quando estiverem dourados, retire-os da frigideira e deixe repousar.
Na mesma frigideira, deite a maçã e junte uma noz de manteiga.
Quando a maçã começar a caramelizar, vire-a e junte os cogumelos cortados aos quartos. Mexa e regue com o vinho do Porto.
Quando os cogumelos estiverem cozinhados, volte a juntar a carne de porco.
Sirva com legumes salteados.
Skillet Le Creuset

12/10/2014

Ementa para a semana


É assim, de fugida que passo por aqui apenas para deixar a ementa para a semana. 
Os meus dias têm sido tão cheios que não tenho conseguido fazer tudo o que quero. As avós no hospital, uma em cada distrito, o que dificulta muito a logística para as conseguir visitar. A Mãe, com esta agitação toda, acabou por se ir abaixo, e eu, com o coração apertadinho a tentar equilibrar as coisas, da melhor forma. 
Não há dieta que aguente e eu com o stress só lhe dou facadas... Muitas vezes come-se o que se consegue, numa corrida. 
Há uma coisa que tenho conseguido manter, os pequenos almoços em família. O meu despertador toca às 6.10h para me dar tempo de terminar com calma o que deixo adiantado de véspera. Vale a pena o esforço para que consigamos começar o dia todos juntos. Com os meus horários rotativos nem sempre consigo jantar com eles e este bocadinho pela manhã dá-nos uma energia boa para enfrentar o dia. 
Por aqui as manhãs são sem [muita] pressa, para evitar as correrias que me tiram do sério. Consigo preparar-me com calma, dar uma ajudinha ao príncipe e garantir que o senhor cá de casa não se esquece do lanche ou da marmita. Deve ser de família, ou então é por osmose, somos todos distraídos! Desejo que esta semana seja mais tranquila e que aos poucos isto volte ao normal. 
Para vocês, uma boa semana!

Segunda-feira: Salada Russa {Low Carb}

Bolachas para os lanches: Bolachas de chocolate e amêndoa


Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...